Star Plus | Disney é impedida de usar a sua nova logomarca no Brasil pela rival Starzplay

A Disney não pode mais usar o nome "Star" em seu novo streaming, o Star+. Descubra o porquê disso e muito mais!

Nesta altura do campeonato, não há uma alma viva que não saiba sobre a ocorrente briga judicial de propriedade intelectual entre a Walt Disney e a Lionsgate. Ambas as empresas possuem produções de muito sucesso sob suas guardas, que seriam/são distribuídas respectivamente pelos streamings Star+ (ou Star Plus) e Starzplay.

Apesar de ser um assunto polêmico e bem popular atualmente, essa contestação possui pontos que confundem boa parte do público. Por isso, quando a “treta” se iniciou em abril (deste ano), tratamos de explicar tintim por tintim neste post: Disney adia lançamento do streaming para agosto no Brasil.

Agora, caso você já esteja a par dos pontos mais importantes dos ocorridos anteriores, sua curiosidade deve estar direcionada para a nova fase de todo este processo. A corte Argentina tem estado a favor da Disney e a Mexicana ainda avalia suas decisões. Já no Brasil, o Mickey acaba de ser proibido de usar a marca ST★R.

Quer saber mais sobre essa decisão e o que ela implicará nos consumidores? Então venha com o Sanatório Geek e fique por dentro das mudanças mais significativas desta nova fase da briga entre estas duas gigantes do entretenimento na América Latina, além de outras informações muito curiosas!

A proibição do uso da marca ST★R

A proibição do uso da marca ST★R
(reprodução: Capcom / Lionsgate / Disney)

Como introduzimos, a Disney acaba de ser proibida de usar o sufixo “Star” em seu vindouro streaming, no Brasil. A decisão foi anunciada nesta última sexta-feira (23/07), através de uma antecipação de tutela recursal, expedida pelo desembargador Jorge Tosta e acatada pela 2ª Câmara Reservada de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo.

E o que isso quer dizer? Resumidamente, essa ação terá validade enquanto a Justiça encaminha o caso para ser avaliado em 2ª instância. Nisso, caso o novo streaming acabe por utilizar os nomes “Star+” ou “Star Plus”, a casa do camundongo terá de pagar uma multa diária de R$ 100 mil.

Mesmo assim, a data de lançamento da plataforma matem-se firme para o dia 31 de agosto. Enquanto aos “canais Star” (os antigos canais da Fox), não há restrições ou impedimentos. Portanto, por enquanto, a logomarca possui restrições limitadas apenas ao campo do streaming.

Para saber mais sobre a reformulação destes canais de TV, os conteúdos que virão no novo streaming e o que o Hulu tem a ver com isso tudo, não deixe de conferir nosso artigo sobre o início de todo este desentendimento. Já para novas informações, fique de olho por aqui mesmo, no Sanatório Geek!

Os argumentos contra o ‘Star+’

Os argumentos contra o ‘Star+'
(reprodução: Lionsgate)

Antes de seguirmos em frente com outra vertente desta batalha de marcas, ainda devemos ressaltar quais foram os argumentos dados por Jorge Tosta em defesa da Starz. Vejam os principais trechos de seu relatório oficial:

“A Disney passará a ofertar serviços de entretenimento idênticos aqueles que já são fornecidos pela agravante [StarzPlay]”.

“Um consumidor, ao referir-se aos serviços de streaming ofertados pelas partes, não o fará dizendo que assistiu um filme pela ‘Starzplay’ ou pela ‘Star Plus’, mas simplesmente pela ‘Star’.”

“Se a Starz chegou primeiro e tem prioridade para usar, é necessário que haja respeito entre as partes”

A Disney vai mudar o nome do seu novo streaming?

A Disney vai mudar o nome do seu novo streaming?
(reprodução: Disney)

Desde o fim de semana passado, a internet tem borbulhado bastante sobre as consequências finais disto tudo. Em especial, como nós (o público) iremos ser afetados. Aparentemente, em questão monetária e aquisitiva, não sentiremos mudanças evidentes.

O “Star+” será um streaming à parte do Disney+ e poderá ser adquirido tanto de forma isolada quanto por meio de um combo – com desconto. A informação vem por meio do site oficial do streaming, que deixou este plano vazar por meio de seu código fonte. Vejam:

Agora, em questão da identidade visual e do nome da plataforma, a situação pode acabar por seguir novos rumos. Apesar de ainda não termos nenhuma confirmação oficial, um tweet feito pelo perfil do Disney+ brasileiro fez com que os internautas especulassem se tratar de um “plano B” para o “Star+”. Confiram:

Mas, o quadro de rumores se desfez por completo após o novo perfil ser anunciado como parte de um pacote da gringa, que reunirá alguns dos principais serviços do conglomerados. Porém, não pensem que os rumores acabam por aí. Pois há outras apostas em jogo entes os interessados.

Afinal, muitos apontam que a Disney possa utilizar o nome “Hotstar” como substituto – este que já é utilizado na Índia como parte do título padrão do Disney+. Fato ou não, imagens e mais imagens vêm surgindo e, quando tivermos mais confirmações, traremos com antemão para vocês!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui