Netflix Games | Plataforma anuncia planos de produzir jogos originais e gratuitos para seus assinantes

Descubra tudo sobre os planos da Netflix para futuros jogos originais e gratuitos.

Netflix Games | Plataforma anuncia planos de produzir jogos originais e gratuitos para seus assinantes

Com o passar da última semana, os assinantes da Netflix alcançaram uma posição privilegiada, a qual usuários de outros streamings não podem dizer o mesmo. Afinal, uma “Netflix Games” está cada vez mais próxima de nós.

É evidente que a plataforma do “tudum” tem adquirido cada vez mais apego pelos potenciais de alcance oferecidos pelo mundo dos videogames. Com o passar dos últimos anos, mais e mais adaptações de ótimos títulos da indústria como Castlevania, The Witcher e League of Legends têm sido produzidos.

Somando estes fatos aos esforços direcionados a filmes e séries interativos como Black Mirror: Bandersnatch (2018) e Minecraft: Story Mode (2015), a Netflix parece estar muito mais interessada em empreendimentos arriscados na área. Ainda mais com a recente contratação de um profissional deste mercado.

Quer descobrir mais sobre os planos para uma futura “Netflix Games” e qual será o impacto na contratação de Mike Verdu (da EA e Facebook)? Então, pegue um joystick e venha com o Sanatório Geek para ficar por dentro de tudo isso, e mais!

Mike Verdu e os jogos da Netflix em 2022

Netflix Games
(reprodução: Netflix)

É isso mesmo o que você acabou de ler, a Netflix pretende trazer jogos originais sem custos adicionais para a sua plataforma! Este assunto começou a borbulhar em maio deste ano, quando um relatório sobre a procura por um executivo de desenvolvimento na área começou a ser reportado por portais de alta confiança, como o The Information e o Polygon.

Então, no dia 14 deste mês (julho), as cartas começaram a entrar em jogo por definitivo, visto que tivemos o anúncio oficial da contratação de Mike Verdu pela Netflix, como o seu novo Vice-presidente de Desenvolvimento de Games.

Mike Verdu e os jogos da Netflix em 2022

Mike possuí trabalhos notáveis na indústria, como o projeto Reality Labs, que buscava implementar jogos diversos no Oculos VR do Facebook. Além disso, ele esteve responsável por dois jogos mobile de sucesso da EA (Eletronic Arts), sendo estes Plants vs. Zombies 2 e The Sims Freeplay.

Ainda nesta mesma data, o portal Bloomerag – em seu artigo sobre a grande novidade – sugeriu que os lançamentos desta nova empreitada devem começar a chegar aos assinantes em 2022.

A gratuidade da ‘Netflix Games’ e o foco no mobile

A gratuidade da ‘Netflix Games’ e o foco no mobile

Após uma semana da contratação de Verdu, a Netflix trouxe declarações mais detalhadas de seus planos para o público e seus Investidores. As informações vieram primeiramente por meio de um relatório de negócios, onde a plataforma tocou no assunto em um trecho específico. Confiram-no:

“Também estamos nos estágios iniciais de expansão para jogos, com base em nossos esforços anteriores em torno da interatividade (por exemplo, Black Mirror Bandersnatch) e nossos jogos de Stranger Things. Vemos os jogos como outra nova categoria de conteúdo para nós, semelhante à nossa expansão para filmes originais, animações e TV improvisada.”

“Os jogos serão incluídos na assinatura Netflix dos membros sem custo adicional, semelhante a filmes e séries. Inicialmente, estaremos focados principalmente em jogos para dispositivos móveis.”

O tema é encerrado com um último parágrafo que traz à tona os constantes esforços da empresa na última década, no que diz respeito no investimento de novas tecnologias e conteúdos originais.

Ainda, o texto busca ressaltar a valorização do aprendizado obtido pela maneira a qual os usuários do streaming “valorizam os jogos”.

Últimas declarações sobre o assunto

Últimas declarações sobre o assunto

Para encerrar o dia de forma ainda mais clara, Greg Peters, o Diretor de Operações e Diretor de Produtos da Netflix, participou de uma entrevista onde salientou muitas das dúvidas sobre essa nova “Netflix Games”. Vejam:


“Os games serão extensões das nossas propriedades intelectuais. Acreditamos que é uma área muito rica, mas vamos testar com jogos individuais. No fim das contas, a iniciativa é para criar bons games, e esses podem surgir por diferentes fontes.

“É bem possível que, eventualmente, um jogo dê origem a uma série ou filme. Também vamos criar obras licenciadas. É uma ótima forma de aumentar o volume de ofertas que temos, de aprender rapidamente e, quando acertarmos a mão na produção, descobrirmos onde focar nossas energias.”
Últimas declarações sobre o assunto

Peters também não esqueceu de explicar quais seriam os planos de divulgação e monetização de seus jogos. Confiram:

“Não precisamos pensar em anúncios, não precisamos pensar em compras no jogo ou outra monetização, não precisamos pensar na compra de títulos … podemos apenas nos concentrar na criação as experiências de jogo mais divertidas que podemos.“

Caso estejam curiosos em saber mais sobre o restante desta conversa sobre investimentos e planos para o futuro do streaming, vocês podem descobrir tudo no vídeo divulgado oficialmente pela plataforma e em uma thread do Twitter com as principais perguntas e respostas da entrevista, ambos localizados logo a seguir.

Conclusão do assunto

Conclusão do assunto
(via: Getty Images)

Finalmente, podemos condensar todas estas informações aos olhos do público (nós). Pelo visto, a Netflix está focada em trazer experiências que não sejam majoritariamente focadas em trazer novos assinantes. Muito pelo contrário. Pois a manutenção dos membros da casa parece ser o mais importante.

Essa afirmação é evidenciada pela maneira a qual estes conteúdos serão liberados, uma vez em que estes virão como todas as outras categorias do catálogo: com estreias sem custo adicional. É claro que nisso, a nova “Netflix Games” pode resultar em mais um aumento nos planos de assinatura.

Ainda, caso o cenário não venha a ser a utopia que tem sido estabelecida, poderíamos muito bem receber um ou mais planos de assinatura focados na inclusão destes jogos. No que rumores têm apontado ser a suposta aba “Shark”, que traria uma possível parceria com a Sony Interactive Entertainment. Mas é claro, estas são meras especulações.

Muitos têm expressado empolgação com a possibilidade da “Netflix Games” ser uma nova concorrente em um mercado dominado pelo Xbox Game Pass. Mas, os ânimos devem ser acalmados. Porque, primeiramente, os jogos serão desenvolvidos para mobile. O que levaria a uma comparação mais certeira com o Apple Arcade.

Conclusão do assunto
(reprodução: Apple)

E, ainda, não devemos esperar coisas muitos complicadas ou elaboradas logo de início. Assim como a própria plataforma trouxe como exemplo, os seus primeiros jogos devem ter propostas semelhantes ao de Black Mirror: Bandersnatch – com escolhas que influenciarão uma narrativa.

Netflix e os seus podcasts originais

Netflix e os seus podcasts originais

Para encerrar o post de hoje, pensamos ser relevante trazer uma outra notícia correlacionada à vindoura “Netflix Games”: os podcasts da plataforma. Para aqueles mais atentos, os conteúdos em áudio do streaming não são novidade, com alguns já disponíveis como:

  • The Crown: The Official Podcast;
  • Behind The Irishman;
  • Behind The Scenes (Stranger Things, The Witcher, The Umbrella Academy, Shadow and Bone e outros);
  • Netflix Is A Joke.

Ainda, até mesmo no Sanatório Geek, chegamos a anunciar um podcast imersivo, semanal e ambientado no mundo de Stranger Things, intitulado “Rebel Robin: Surviving Hawkins”, que já possui 4 capítulos disponíveis nas principais plataformas de áudio. Confiram mais sobre neste trailer de revelação:

Enfim, o negócio é que no dia 7 de julho, a Netflix reportou a contratação de N’Jeri Eaton como sua nova Diretora de Programações de Áudio / Podcast e novo membro de sua equipe editorial. Eaton possui esmero na área por ter sido Chefe de Conteúdo na Apple (desde agosto de 2021), tendo trabalho nos podcasts complementares das séries For All Man Kind e The Line.

Netflix e os seus podcasts originais
(reprodução: Podcast Movement / Netflix)

Antes desta adesão, a empresa já havia indicado o quanto consideram os podcasts como um meio de conexão entre o seu público e as suas propriedades intelectuais. Em maio, Jonathan Bing (porta-voz da Netflix) revelou (via Forbes):

Jonathan Bing

“Os podcasts são uma maneira excelente para os fãs se conectarem com nossas histórias e talentos, e nossa equipe de marketing planeja fazer mais deles”

“Os podcasts da Netflix exploram o mundo da Netflix por meio de áudio”

“Vamos aos bastidores de séries e filmes, investigamos mais a fundo suas estrelas favoritas e exploramos os projetos mais empolgantes da plataforma.
Também desenvolvemos conteúdo interno e outros programas de áudio suplementares para ajudar os fãs a descobrir novos favoritos e aprender mais sobre os programas e filmes que já amam.”
Netflix e os seus podcasts originais
(reprodução: Netflix)

Para ficar por dentro de quaisquer atualizações e novidades sobre os jogos e podcasts do streaming do “tudum”, não deixe de sintonizar mais vezes por aqui mesmo, no Sanatório Geek, a sua melhor fonte de notícias do mundo nerd e cultura pop!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui